Ir para conteúdo
Inaugura no próximo sábado, dia 29 de janeiro, pelas 16h00, na Casa das Artes a exposição [2296] Corvo nome de Código
27 janeiro, 2022

Inaugura no próximo sábado, dia 29 de janeiro, pelas 16h00, na Casa das Artes a exposição [2296] Corvo nome de Código

Esta exposição apresenta os trabalhos realizados ao longo de mais de duas décadas pelo Atelier do Corvo, gabinete de arquitetura sediado no concelho de Miranda do Corvo, que em 2021 recebeu o Prémio AICA 2020 da Associação Internacional de Críticos de Arte pelo conjunto da sua obra, relevando as duas intervenções de 2020, o projeto SENSO: Galeria Efémera para dias de clausura e a Remodelação da Casa de Saúde Rainha santa Isabel, em Condeixa-a-Nova.
 
Corvo é a aldeia onde vivem e trabalham Carlos Antunes e Désirée Pedro. Nas palavras destes arquitetos o corvo voa e “voar é superar a gravidade, é observar o espaço que usamos através de uma perspectiva privilegiada, mas é também uma metáfora frequentemente usada para referir elucubrações engenhosas ou ideias transcendentes.
 
A obra do Atelier do Corvo não contém nenhuma metáfora, é directa e penetrante, não persegue nada que seja transcendente. É a matéria que se insinua no espaço, de um modo preocupado, suavizador, por vezes intrigante, por vezes dialogante.
 
A matéria da arquitectura — a madeira, a pedra, o betão — entra também nesse diálogo logo desde o primeiro momento, através das maquetes, através de experiências da raiz escultórica, tantas vezes através de puros objects trouvés.”
 
A exposição estará patente até 30 de março 2022.